O que eu quero…

Para esse novo ano, quero apenas o necessário. Quero toda a tranquilidade possível. Quero a leveza na alma de quem sabe que fez o melhor. Quero a paz de quem está de bem com a vida e consigo mesma. Quero toda a sabedoria possível para entender a vida e toda sua complexidade, e o que eu não conseguir entender, que ao menos eu consiga aceitar.

Se for para se arrepender de algo, não quero que seja por não ter feito ou por ter desistido fácil, que seja então, por ter insistido demais,  realizado algo, ou por ter tido a coragem suficiente de ter ao menos tentado. Porque só assim vale o arrependimento, por ter feito algo, se você fica inerte, o resultado também sempre será estagnação.

marieland-o-que-eu-quero

Quero cautela necessária para compreender quando se deve recuar pra não acabar por se machucar, mas também  a audácia suficiente pra nunca chegar a parar. Quero poder saber o que é de verdade e o que é de mentira. Conseguir identificar o caminho correto a seguir. Quando ir em frente e quando reconsiderar.

Quero que eu consiga aceitar o que não posso mudar e a força necessária para mudar o que for possível alterar. Que junto a mim permaneçam pessoas leais, amigas e sinceras, e que quando assim não forem eu saiba identificar. Quero dar e receber todo o amor do mundo. Ser flor e nunca dor. Quero a perseverança necessária para nunca deixar de ter esperança, a força crucial para nunca deixar de lutar e toda cota de sonhos que se possa imaginar para que eu nunca deixe de acreditar. É isso que eu quero.

Marie Eitz

Deixe uma resposta